quinta-feira, 28 de abril de 2016

03 de Maio (terça-feira)... lançamento do livro: Poetas do Sarau Suburbano - Vol 4, comemorando 6 anos do SARAU SUBURBANO no Bixiga.....

03/5/16 - Das 19h30 às 22h
ENTRADA: Gratis
LIVRO: R$ 25,00


Lançamento do livro: Poetas do Sarau Suburbano - Vol 4
* Presença da maioria dos 31 autores.





















Organização: Alessandro Buzo
AUTORES:
 Alessandro Buzo, Alba Atróz, Alex Richard, Alexandre Simões, Andreia Gonçalves, Carlos Campbell, Carol Miskalo, Cissa Lourenço, Daniel Gtr, Dona Marcia (in memorian), Gilda Soares, Guilvan Miragaya, Gustavo Linzmayer, Hans Freudenthal, Henrique Costa, Iraê Abate, Janaína Santana, João Pedro Costa, José Severino Pessoa, Konfusótico, Manno G, Marcio Costa, Olinda Ramos Martins (in memorian), Oliveira, Paulo D´Auria, Thiago Gomes Pereira, Thiago Henrique, Todyone, Valter Luis (Limonada), W.L. Tramoia e Wagner Merije.













Apresentação: Escritor Alessandro Buzo 
TRAGA SUA POESIA (ou) SUA RIMA.

Livraria Suburbano Convicto

Rua 13 de Maio, 70 - 2o andar 
Bixiga (região central de SP)... 

Informações: (11) 98218-7512
suburbanoconvicto@hotmail.com 

www.sarausuburbano.blogspot.com



quinta-feira, 10 de março de 2016

Dia 19/03, sábado...SARAU SUBURBANO no Veia e Ventania.



















15h na Biblioteca Milton Santos, na Aricanduva.
Vem com a gente... Sarau Suburbano, o time que só tem Camisa 10.

http://www.sarausuburbano.blogspot.com.br/


segunda-feira, 7 de março de 2016

O BUZO MANDOU AVISAR. Nesta terça (08 de Março).... Sarau Suburbano no Bixiga recebe o lançamento do livro: Às Margens do Ipiranga, organizado pelo James Lino.



















 Das 19h30 às 22h, entrada é 1 sorriso.
Vai perder???
Apresentação: Escritor Alessandro Buzo.

Livraria Suburbano Convicto, Rua 13 de Maio, 70 - 2° Andar...

SARAU SUBURBANO

http://www.sarausuburbano.blogspot.com.br/

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Enquanto ouço Nelson...



















Quando eu me chamar saudade
por favor,
não me procure mais

as vezes o fim não é a morte
e sim a triste partida
e de partidas em partidas
iniciam-se novas lidas

talvez suas preces
em meu favor sejam ouvidas
e eu seja feliz em uma nova vida

tornando-me assim a ti
como uma visita triste
um reles espinho
que não existe, mas insiste

sou o ninho pequeno
onde a garça não vê graça

enfim o juizo final
mas sem o bem e o mal
somente cada qual com seu cada qual

e o que nos reste são as folhas secas
levadas pelo vento no quintal

como eternizou o poeta
deixe me ir preciso andar
e esperar, depois da tempestade
o sol nascerá...