segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Maria.








Maria, que é mulher
vale a pena ser quem é
deixou à todos
pelo seu menino
que bem pequenino
te angustiou
com tantos feitos errôneos
desgraças e desavenças
que a desapontou
Maria, mulher
à todos deixou
para fugir do desanimador
conversador e fofoqueiro
pelo seu menino
não mais pequenino
se ela sempre foi
ele será um guerreiro
e não será o primeiro
Maria, mulher me mostrou
o que realmente é o amor.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Rosa.









  Rosa é rosa,
  Rosa é nome de mulher.
  a minha Rosa,
  é tão linda,
  como um bem me quer.
  Singela, sincera,
  me enfeitiçou.
  me atraiu,
  e voei pra ti,
  como um beija-flor.


quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Pessimismo.


A vida
é mesmo muito engraçada
você acorda
e pensa vou conseguir tudo
vai dormir
e vê que não irá acontecer nada.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Eu Fui Ao Céu.

 










Quando fui ao céu!
Vi que tudo lá
era Azul
da Cor do Mar.
E eu hipnotizado
olhando
o povo a cantar.
Crianças gritando
sem parar,
outros nadando
a se refrescar.
Quem diria
em Itaquera
um livre lugar,
pra aprender,
fazer amigos,
e até sonhar.
Isso tudo agora
é realidade
pode acreditar.
Não foi ninguém
que me disse,
eu estava lá.
E pra não passar
sem meu aviso
vem participar.
fica no bairro
onde moro,
Céu Azul
da Cor do Mar.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

A Culpa.









A culpa é minha!
não propaguei o amor
no meio da rua
ou ela me inibiu
pois eu cresci com a TV
e ela me excluiu!

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Black Is Beautiful

Ainda bem que foi ela quem cantou!
Penso eu que, a maior parte das pessoas da minha idade,
nunca ouviram Elis cantando.
até porque ela já havia morrido,
quando eu nasci infelizmente. 
Ouçam Maria Rita e calculem, daqui a 30 anos então é isso!













Hoje cedo, na rua Do Ouvidor
Quantos brancos horríveis eu vi
Eu quero um homem de cor
Um deus negro do Congo ou daqui

Que se integre no meu sangue europeu

Black is beautiful, black is beautiful
Black beauty so peaceful
I wanna a black I wanna a beautiful

Hoje a noite amante negro eu vou
Vou enfeitar o meu corpo no seu
Eu quero este homem de cor
Um deus negro do congo ou daqui

Que se integre no meu sangue europeu

Black is beautiful, black is beautiful
Black beauty so peaceful
I wanna a black I wanna a beautiful.

do ano de:1971 do disco Ela.

composição: Marcos Valle/Paulo Sergio Valle.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Será?








Pô, Já faz vários anos que me deparo com a mesma situação...
Sempre que to no Busão, a caminho do trampo ou voltando. Através da janela
(em pé), Vejo vários Cartazes nos Postes dizendo: Trago a pessoa amada em 7 dias,
faço amarração para o amor e o especialista em unir casais.
Porra, que droga é essa? Trazer a pessoa amada em 7 dias ? Se for pra voltar a pessoa pode demorar 7 dias,7 meses, 7 anos... Etc.! Não precisa ninguém interferir!
Amarração para o Amor? Se fosse possível amarrar o amor, a Bíblia citaria isso! O Amor tem que ser Conquistado, e não amarrado. Deixa pra amarrar Cachorros raivosos que colocam a integridade física das pessoas a sua volta em risco!
No mínimo deve-se ter uma Porçãozinha do Amorzin! Só queria saber como eles conseguem isso! ? Será que existe Fabriquinha de amor? ! Ou ingredientes que Unidos Desencadeiam o amor?! Putz, que Palhaçada!
O especialista em Unir casais? Aí é pra acabar! Esse deve ter assistido Hitch Conselheiro Amoroso!
Especialista em unir... O que une casais é A Benção de DEUS, o Amor, Respeito, Vontade de estar juntos e etc.
Se não Houver isso podem tentar fazer o que for que de nada adiantará!
Aos que dão ibope indo atraz dessas consultas, Pagando por isso...
Pessoal, vamos parar para pensar um pouco, e principalmente vamos parar de faltar com inteligência, procurando respostas em caminhos sem saídas!
Vamos começar a parar de aceitar o que nos impõem, e vamos raciocinar e fazer acepção das coisas certas das coisas erradas, que em alguns casos são Muito Óbvias!
Se o Circo faz muito Sucesso e o Palhaço e Muito engraçado, é porque a Platéia é boa! E nesse caso são vocês!

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Insônia.











Por mais que eu não queira
acompanha-me por longas horas
me segura de tal maneira
e não me deixa ir embora.

Como na contramão
tento desviar e bato de frente
aproveita-se da minha solidão
e fico acordado e descontente.

Nem copo d`agua
nem uma ida ao banheiro
viro-me, mas não me larga
mas resisto porque sou guerreiro.

O sol raiando na janela
penso venci a insônia
quando vejo um rosto é ela
me olhando de forma risonha.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Natureza













Teimosa e sabia

assim é a mãe natureza

sempre se faz presente

com resistência

e a demonstração

de sua beleza.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Íris.















Uma Grande ave,
Íbis.
Borboleta diurna,
Íris.
Após a chuva,
Arco-íris.
Para sonhar,
Amores.
Rituais tribais,
Tambores.
Para encantar,
Flores,
Numa noite linda,
Luar,
Uma serenata,
Cantar,
Timidez não deixa,
Falar,
Balada romântica,
Coladinho,
Coisa mais linda,
Bebezinho,
Naquela praça,
Banquinho,
Crianças brincando,
Futuro,
Os pais ao lado,
Seguro,
Depois do banho,
Durmo,
Um bom convívio,
Simplicidade,
O que estraga,
Vaidade,
Pra se dar bem,
Amizade,
O melhor é não,
Sofrer,
Bom pra viajar é,
Ler,
O altruísmo é para,
Viver.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Universo em Crise.









Cada favelado é um

universo em crise

nas periferias

diferentes cicatrizes

que não se apagam

propagam o ódio aumenta

isso por aqui

só vai gerar mais desavenças

hemorragia interna

ninguém pensa

sangue escorre

é mãe que chora

socorreu mais não adiantou

ele entrou em óbito

quando no PS chegou

seu doutor faça o que for

clamou sua mãe

que no rapaz

seu amor depositou

essa é mais uma história

que não tem como recomeçar

nem reescrever

de uma pobre senhora

que viu seu filho

ao vivo padecer

por quê? por quem?

o que falta por aqui

é a prática do bem

pode começar prestar atenção

você também

seu final pode ser

no presídio no cemitério

ou na fundação casa

antiga FEBEM

o inimigo só precisa de uma brecha

pra te ver jogado, caído,

desarraigado, sucumbido

o Haiti não é aqui

mais de que importa o nome

pois se lá, como cá, o que impera

é a maldade do homem

e se desacredita vem aqui pra ver

um dia bom, mil ruins,

o que fazer para sobreviver

se assim a nossa vida pode crer.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

A Esquina












É lá que tudo acontece
quando anoitece,
ninguém esquece
de comparecer
é lá muitos já chegaram
sem dar tchau partiram
nos deixando sem saber porque
se todo mundo chegasse
e nunca partisse
uma família enorme
assim existisse
chegaria na segunda
pensando na sexta
naquela esquina
que não haveria tristeza.
mas como se isso fosse rebeldia
assim partiu de noite
negando-nos o prazer
de mais um dia
voando para uma outra esquina
num rasante repentino
nos deixando com a falta
de mais um belo sorriso
ele, era apenas um menino
para sua mãe
será sempre pequenino
para quem o conheceu
e tão logo se entristeceu
ao saber que aquela ave
de repente padeceu
e a esquina continua lá
de um certo modo que
nunca mais vou gostar
sem vida e cinzenta
servindo só para transitar.

4 anos sem o mano Passarinho.
''família não é sangue, é afinidade"

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Uns versos para a lua










Ela é testemunha

Das situações mais belas

As mais cruas


Sofremos dores

Alegres amores

E o perfume das flores


Não escolhe o lugar

Sendo na rua

Não é preciso olhar


Nunca estamos a sós

Sempre há algo

Que olha por nós


Não precisa pensar

Presença certa

A luz do luar.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Se Tudo Fosse Poesia.










Se tudo fosse poesia,
assassinatos não mais existiriam.
Serenata não só à noite,
mas também durante o dia.
Suicídios por um amor,
que alguém não correspondia.
Teríamos guias
de corações quebrantados,
com seus estilhaços
dentro de um saco.
Para um outro ninho
sem castigo,
um lugar onde
ficaríamos acolhidos.
Isso seria possível um dia,
Se tudo fosse poesia.
no trabalho,
não haveria desilusão.
não faríamos com as mãos,
mas com o coração.
Caminharíamos
Despreocupados e serenos,
todos nos,
estaríamos sendo compreendidos.
Discussões,
Só pra decidir quem amaria mais.
Um exaltando o outro,
para saírem em paz.
E aquele suicídio,
não seria concluído,
só por um amor,
que não fora correspondido.
Pois em lugar diferente,
este seria bem quisto.
Infelizmente,
Isso tudo só aconteceria,
Se a vida realmente fosse poesia.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Revozlução








Seca de refeição nesta cidade,

que muitos pensam que está urbanizada.

servem só para votar realidade,

mas pra comer o povo aqui não tem nada.

televisão tenta enganar, comigo não,

não faço parte desta total palhaçada.

e para o rico a vida tende a melhorar,

mas não reclame se sua casa é assaltada.

irmãos vivem a mercê da destruição,

educação por aqui é coisa rara.

escassa a força pra fazer revolução,

vivem na rua e a violência não acaba.

eu quero ver graças a Deus a união,

revolução sem existir a luta armada.

eles pensam que as nossas vozes juntas,

por aqui na real não valem nada.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Me Entristece!







Continuamos a regar as flores

Com sangue pólvora e chumbo

Acredito que sejam as piores dores

Causada para uma mãe no mundo.


Pense no impacto causado

Acostumada a vê-las brincando

E um corpo pequeno sendo velado

E uma mulher chorando.


Só elas para serem irresponsáveis

Ao ponto de nos deixar sem jeito

Fazendo-nos perguntas não palpáveis

Chegando a faltar ar em nosso peito.


Como não gostar de criança

Entre todas as maravilhas

É o maior sinal de esperança.


Choram sem medo e não se envergonham

Com uma simples promessa

Fecham os olhos e sonham.


Como soldados na guerra que causam terror

Deixamos bebes em caixas e sacolas

O que era pra ser resultado de um grande amor.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Do fel ao mel







Sentir seu coração

Fez sentir-me vivo

Ao tocar a sua mão

Fiquei envaidecido.


Deprimido não fico

Pois contigo estou

Um ombro amigo

Que me confortou.


Simples e complexo

Assim é o nosso amor

As vezes sem nexo

Como água, óleo e flor.


Fui colher o mel

A abelha me fez conhecer

O puro gosto do fel

Mas me ensinou a viver.


Mais foi tão perfeito

Sem palavras ao léu

Fiquei feliz em meu leito

Que me elevei ao céu.


Agradeço por me ensinar

E me mostra a dor

Pois pude diferenciar

O melhor, que é o amor.

sábado, 18 de julho de 2009

Wilson Simonal








COLECIONADOR DE AMIGOS



Ele trazia o bolso cheio de carinho
E um coração tão grande que já não cabia mais no peito
Tinha a voz suave como o vinho
E uma canção singela para cada amor desfeito
Vivia a vida na terra
Como se estivesse no céu
Ele escrevia com a tinta
Da sua voz no papel
Em vez de selos ou livros colecionava amigos
Que não comprava na feira nem nas lojas chiques da cidade
Mas que ganhava com os olhos de paz e sinceridade
Com muito amor colecionava amigos de verdade
Ele só colecionava amigos.

(Jorge Benjor - Paulinho Tapajós)

Quem já ouviu sabe que essa é mil grau.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Isso é gloria








O futebol às vezes é a única saída,

Para aqueles que não tem uma vida

Os problemas giram com a bola

A surra a fome tudo com ela rola.


E o gol é a cura de todas as doenças

Não importa a etnia, endereço e crenças.

A vitória na partida resolve tudo

Esquecemos até das dores do mundo.


Mas, a vida não é campeonato

Principalmente sem comida no prato

Tudo muda em um simples lance

E o que realmente falta é a chance.


Garra e raça é o que sempre sobra

Com uma oportunidade ele se desdobra

Quer seja no campo ou no futsal

O melhor lance pra se esquivar do mal.


Em terra seca regado a suor e lágrimas

Os pés descalços queimando feito brasas

Até que uma nobre semente brotou

E a oportunidade sonhada chegou.


Sabemos que o caminho é tortuoso

E todos aqueles que roeram o osso

Hoje desfrutam de um filé minhon

E acordaram pra viver um sonho bom.


Hoje em alegria acabou a aflição

Com casa própria para mãe e os irmãos

Para quem não viu até parece historia

E quem conviveu sente que isso é gloria.


apesar de não conhece-lo depois de ler sua biografia escrevi uma

pequena homenagem que ele é daqui São Miguel Paulista Z/L.


quinta-feira, 25 de junho de 2009

Experiência de Vida.















É para isso que vivemos,
Para aprender, errar e apanhar.
Para que os próximos,
Não apanhem, não pelo mesmo erro.
E vivam sempre diminuindo a busca.
Podendo assim ir mais além,
De nossas experiências de vida.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Eita Família.













Eita família cheia de borogodó,

Lá ninguém fica só,

Coisa linda é pouco,

Não querer participar, só louco,

Tem a Maria das dores,

Que por sinal perdeu amores,

Mas com muitos pretendentes,

Quase sempre recebe flores,

Ritinha podia ser minha,

Pequena formosa uma princesinha,

Sem vaidade notável uma menininha,

Chega dar medo tocar sua mãozinha,

A Eva, a mais velha e brava,

Num sonho me acabava,

Ô mulher bonita com ela eu casava,

uma olhada só, a mente já grava,

Um cara estranho o Bento,

É novo e bem ciumento,

Quando o vejo já vou me escondendo,

É cantor dizem que tem talento,

A matriarca, cheia de esperança,

Pra ela são todas eternas crianças,

Se um ficar triste, todo mundo dança,

Depois do inverno vem a bonança,

O chefão não é Senhor e sim Seu,

Ali se vive no eterno apogeu,

Eita família coisa linda de Deus,

Pra ser perfeita só falta eu.

terça-feira, 19 de maio de 2009

Dei Azar Mas Dei Sorte.










Não dei sorte,

não nasci em berço de ouro.

Dei azar,

fui nascer em cesto forrado em couro.

Não dei sorte,

não cresci brincando em clubes e olhando a lua.

Dei azar,

cresci me distraindo no meio das ruas.

Não dei sorte,

não aprendi sobre adolescência.

Dei azar,

vi amigos morrerem precocemente,

por falta de consciência.

Não dei sorte,

não morei em casa de laje,

para me proteger das chuvas de verão.

Dei azar,

fui morar em um lar de telhas, quando

num dia de vento muitas se foram

e não mais voltarão.

Não dei sorte,

não fiz faculdade para um dia ter uma profissão.

Dei azar,

quando adulto talvez por falta de opção,

me tornarei pião.

Não dei sorte,

não vou trabalhar para que nas férias,

viaje como muitos, por diversão.

Dei azar,

só vou trabalhar para viver,

e ajudar os outros irmãos

Não dei sorte,

por não ter dinheiro,

não tive oportunidade de usar drogas

e ficar doidão.

Dei azar,

conheci vários que tiveram a chance

de experimentar

e hoje foram parar no caixão.