quarta-feira, 22 de julho de 2009

Do fel ao mel







Sentir seu coração

Fez sentir-me vivo

Ao tocar a sua mão

Fiquei envaidecido.


Deprimido não fico

Pois contigo estou

Um ombro amigo

Que me confortou.


Simples e complexo

Assim é o nosso amor

As vezes sem nexo

Como água, óleo e flor.


Fui colher o mel

A abelha me fez conhecer

O puro gosto do fel

Mas me ensinou a viver.


Mais foi tão perfeito

Sem palavras ao léu

Fiquei feliz em meu leito

Que me elevei ao céu.


Agradeço por me ensinar

E me mostra a dor

Pois pude diferenciar

O melhor, que é o amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário