terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Tristeza do Sambista








Felicidade hoje é fantasia
e o povo canta mesmo sem saber
que a favela virou poesia
na boca de quem nunca soube o que é sofrer
Quando sopra o vento
no mês de Fevereiro
a nega me pergunta "o que fazer?"
O Zinco tremulando é um pesadelo
só rezo e peço a Deus para nos proteger
Felicidade hoje é fantasia
e o povo canta mesmo sem saber
que a favela virou poesia
na boca de quem nunca soube o que é sofrer
Todos cantam todos falam
mas esquecem o principal
a tristeza do sambista
é não ter no carnaval
Sua própria fantasia
e um barraco em condição
para não ver a realidade
no desfile da ilusão
Felicidade hoje é fantasia
e o povo canta mesmo sem saber
que a favela virou poesia
na boca de quem nunca soube o que é sofrer
Composição: Geraldo Filme (1928-1995)

3 comentários:

  1. Não conhecia este samba, mas tentarei me interar sobre a obra do Geraldo, grato pela dica!
    www.neuroticoautonomo.zip.net

    ResponderExcluir
  2. Lindo samba!
    É por isso que amo e apoio muito este estilo musical que traz tanta paz,porém me indigno quando todos só pensam no samba em época de carnaval!
    O samba é o primeiro grito de socorro da favela,desde o século 16 com a escravidão negra.
    é o ritmo que traz euforia em letras,na maioria das vezes,tristes,por mostrarem a realidade destes sofridos e VERDADEIROS sambistas!
    Viva o samba de raíz!

    ResponderExcluir
  3. Continua cada vez mais atual esse samba.
    Bela homenagem.
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir